Quando a gente menos espera a vida nos tira da nossa zona de conforto


Quando a gente menos espera, a vida vem, nos dá uma rasteira e nos tira da nossa zona de conforto.
Não posso dizer que esta é a primeira vez, minha taça de vinho no terceiro refil, corrobora com o fato de já ter me sacudido tantas outras vezes. Ao fundo, Taylor Swift me diz que estou tentando - "this is me trying" - e que isso é grande. 

Uma grande doença na família nos acometeu e é muito difícil lidar com todas as mudanças que estão acontecendo e aquelas que ainda estão por vir.
Eu sei que eu já chorei, já senti pena de mim mesma, mas uma grande força me colocou de pé, me fez estável, com pensamentos claros, com a mente no agora.
É isso: um dia de cada vez.

Em minha mente, acredito que essa força seja Deus. 
Sempre que passamos por um momento assim, eu acredito que Deus me carrega em seu colo, coloca a minha cabeça no lugar, me faz ser força pra quem precisa e me traz a paz e serenidade que eu preciso para viver e ajudar. É claro que, às  vezes, durmo para fugir, às vezes me sinto triste, mas, no fim das contas - e no meio também - eu estou aqui.

O que eu quero dizer é que todos nós estamos passando por momentos difíceis e que 2020 tem sido um ano de grande prova de quem somos, de como estamos aguentando o dia-a-dia e além. E eu acredito que, mesmo que você não tenha uma religião, a fé que você tem, te mantém de pé, te faz aguentar mês após mês, perdas, notícias ruins e todo o resto.

Surpreendentemente, eu tenho sido positiva com toda essa história de quarentena e a bagunça na vida pessoal/familiar, tenho conseguido enxergar além, enxergar que poderia ser pior, enxergar que os pensamentos estão na rota certa, nas reflexões justificadas. Eu aprendi muito a pensar, mesmo nos momentos mais difíceis.

O mais incrível de tudo, é que tem sido uma realidade pensar um dia por vez.
Viver uma dificuldade por dia.
E, mesmo em meio aos caos, a saudade, aos dias de dificuldades, eu consegui montar uma árvore de Natal, que deixou tudo com esperança e mágica.
Não, não vou desistir!

You May Also Like

0 Comments