Dê uma última olhada para a old me






Esta é a velha eu, que resolvi deixar para trás.
Uma eu despida de conceitos e pré-conceitos.

Cansada de máscaras, em 2018 eu me quebrei, despi minha alma, abri meu coração. Caí livremente até o fundo do pior dos poços. Cavei tanto enquanto estava lá dentro, que poderia ter chegado ao Japão facilmente.

Ressurgi das minhas cinzas. Consegui alcançar mãos que não me deixaram descer mais. Quando segurei essas mãos, me assegurei de nunca mais soltá-las. Me segurei forte na corda de boas lembranças em que me jogaram. Não as deixarei ir.

Caminho com as memórias dos dias ruins e dos momentos memoráveis ao meu lado. Tenho olhado para trás com uma frequência cada vez menor. Me agarro aos sorrisos, às caipirinhas, todas as zoações dos rolês e as preocupações genuínas, com grande constância.

2018 revirou minha vida de cabeça para baixo, de baixo para cima. Em todas as direções possíveis e até imprevisíveis. Ouso dizer que está no meu top 3 de pior ano, ao mesmo tempo em que colide nos melhores momentos da vida.

Por muito tempo eu me questionei "por quê eu?" e hoje eu sei. Para me fazer mais resistente, mais forte, para ser mais um passo para deixar de ter medo da vida e  vivê-la. Para me mostrar o mulherão da porra que eu posso sim ser e que sou!

Me peguei pensando que, em todas as vezes que caímos, nos levantamos mais forte. É exatamente assim que me sinto. Forte. Uma rocha. Em um lugar em que nenhum truque psicológico ou pressão terão o condão de me fazer desmoronar.

Nessas últimas sessões descobri que até para cuidar da nossa saúde mental, é preciso foco. Força. Muita força de vontade. E estarmos prontos, não tão fragilizados. E, olha, está tudo bem se você ainda não tem essa força agora, porque ela vai chegar. Tenha paciência e não desista de si.

Já me peguei em pensamentos de desistência, mas eu consegui estar aqui hoje, no agora, imensamente grata por nunca ter desistido, porque tenho vivido os melhores momentos da minha vida. E eu quero que você saiba que esses dias chegarão para você. Não desista!

Para consagrar essas descobertas e momentos bons, assim como as mudanças que aconteceram aqui dentro, resolvi me despir de parte da minha capa e colocar uma nova. A transformação externa será somente o complemento do que já vem acontecendo nos últimos tempos aqui dentro.

Postar um comentário

Instagram

Made with by OddThemes | Distributed by Gooyaabi Templates