Iniciando Nova Fase





Uma vez eu ouvi uma frase que não saiu da minha cabeça (ou posso ter lido em algum lugar também, não sei, minha memória não anda tão confiável assim), enfim... A frase era:

“A vida é como um vídeo game, pra avançar você precisa passar de fase”

E é exatamente isso, passamos a vida inteira iniciando e finalizando fases, amizades que se iniciam, namoros que se finalizam, empregos que se perdem, diplomas que se conquistam, pessoas que vêm e muitas que vão.

Você arruma a casa inteira, varre o chão, pinta as paredes, escolhe cortinas novas, tira a poeira dos tapetes, passa o espanador na estante e deixa tudo brilhando, prepara um café fresco, separa as xícaras novas, assa até uns biscoitos amanteigados, e tudo isso pra quê?

Para o novo chegar, limpar os sapatos sujos no seu lindo tapete de “bem vindo”, se jogar no sofá, amassar as almofadas que você passou o dia inteiro afofando, trocar as coisas de lugar, afastar as cortinas, abrir a janela, manchar sua toalha florida e então se levantar e ir embora.

Assim, sem uma explicação, sem um “muito obrigado”, sem um “amei estar aqui”, sem um “estava tudo incrível”, apenas uma porta se abrindo e então se fechando, e te deixando com toda bagunça de novo, e lá se começa o novo ciclo, que de novo, não tem mais nada.
É normal.

Mas quando chega a hora de deitar a cabeça no travesseiro, eu sei que tudo que você fica pensando é:

Será que ainda tinha poeira no tapete? Ou as cortinas eram muito chamativas? Ou o café estava forte demais? Ou fraco demais? Ou então o problema sou eu, estava tudo perfeito, mas eu devo ter falado demais...

Sabe de uma coisa que eu aprendi no meio de tantas chegadas e partidas?

É que as fases passam mesmo e você não precisa se culpar por isso, está tudo bem, foi apenas uma fase que acabou, para outra nova chegar.

Talvez seja mesmo uma grande loucura, uma maluquice completa, abrir a porta tantas vezes mesmo sabendo que no fim sempre chega o final.

Mas quer saber?

É tão bom conhecer o novo e aprender com ele.

Eu sempre fico encantada em como o novo é tão diferente do antigo, e é tão bom recebe-lo, que por mais que no fundo eu saiba que a hora dele ir um dia vai chegar, enquanto ele está aqui eu só penso em aproveitar o máximo possível e assim que ele se vai e a porta fecha, eu aproveito o silêncio, respiro fundo, me lembro de como estava silencioso antes dele aparecer e de como se tornou animado quando ele veio, então eu apenas me levanto e volto a arrumar tudo, visto minha melhor roupa, uso meu perfume mais caro, abro um sorriso e pronto... E que venha o novo!

Postar um comentário

Instagram

Made with by OddThemes | Distributed by Gooyaabi Templates